Produtor de Aparecida do Rio Negro/TO espera colher 110 sacas por hectare de milho e obter alta rentabilidade

Produtor de Aparecida do Rio Negro/TO espera colher 110 sacas por hectare de milho e obter alta rentabilidade

A colheita da segunda safra de milho já começou em algumas partes do Tocantins e deve ganhar força durante o mês de junho. Até aqui, o clima foi benéfico para as lavouras, mas algumas localidades sofreram com faltas de chuvas pontuais.

Segundo o produtor rural de Aparecida do Rio Negro/TO, José Pedro Libardi, a expectativa dele é colher 110 sacas em cada um dos seus 2 mil hectares cultivados, enquanto espera a média estadual entre 75 e 78 sacas por hectare.

Libardi comenta que a produção do município já está cerca de 80% negociada, mas ele vendeu apenas 100 mil sacas das 220 mil esperadas. As primeiras 50 mil foram negociadas por R$ 30,00 cada e a metade restante por R$ 35,30, patamares superiores aos conseguidos por outros produtores, já que ele faz seu próprio custeio.

O restante da produção de Liberdi deve ser armazenada em silos bag para comercialização entre janeiro e fevereiro de 2021 buscando uma valorização na entre safra do cereal.

Pensando na próxima safra de soja 2020/21, José conta que já adquiriu 100% dos insumos necessários para o cultivo de seus 2 mil hectares, restando apenas os gastos mensais com colaboradores e óleo diesel.

Confira a entrevista completa com o produtor rural de Aparecida do Rio Negro/TO no vídeo.

Fonte: https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/milho/260183-produtor-de-aparecida-do-rio-negroto-espera-colher-110-sacas-por-hectare-de-milho-e-obter-alta-rentabilidade.html#.Xs8d8P1KjIU